Publicado 19 de Fevereiro de 2019 - 11h57

Por Alenita Ramirez

Casal é preso suspeito de torturar criança

Divulgação

Casal é preso suspeito de torturar criança

Um casal foi preso na tarde desta segunda-feira (18), em Campinas, suspeitos de tortura contra um menino de 2 anos, filho da mulher. A criança sofreu traumatismo craniano e está internada em estado grave no Hospital PUC-Campinas. A agressão teria acontecido na noite do domingo, pelo padrasto, mas só foi descoberto na manhã desta segunda.

O ajudante Magno Vinicius Gonçalo Correa, de 29 anos, e a mãe da criança, de 18 anos, foram detidos após o menino ser socorrido no Hospital Ouro Verde. A moça é mãe de uma menina de 3 anos, que também foi espancada pelo padrasto na noite do sábado. A jovem está grávida de três meses e alegou que não presenciou o espancamento, já que estava em observação no hospital. As agressões chocaram a família da moça.

Magno alegou para a polícia que bateu com um pedaço de pau na cabeça do menino por duas vezes porque ele chorava muito. Em depoimento a polícia, o pediatra que atendeu a criança relatou que a criança apresentava hematomas na cabeça, lesões nas costas, supostamente provocadas por faca e queimadura na base do pênis. O especialista ainda frisou que o estado de saúde da criança era grave e que corria risco de morte.

A jovem alegou que estava no hospital, recebeu alta na madrugada e percebeu as lesões por volta das 9h desta segunda-feira.

Escrito por:

Alenita Ramirez