Publicado 08 de Fevereiro de 2019 - 1h00

Por Carlo Carcani Filho

“Flamengo negocia contratação de Ganso” foi o título de uma matéria publicada no dia 12 de dezembro de 2018 pelo Globoesporte.com. “Ganso se animou com a possibilidade de voltar ao Brasil. Ele considerou boa a oferta e está tentando a liberação junto ao Amiens. Se conseguir, em seguida tratará com o Sevilla”, informa o texto de Eric Faria.

“São Paulo tem interesse em retorno de Ganso para 2019” foi o título de matéria publicada nove dias depois no site da Fox. O repórter Rodrigo Bueno afirma: “O São Paulo fez uma proposta de R$ 500 mil de salário. O Leco, presidente do São Paulo, é apaixonado pelo Ganso. Para ele, seria Ganso mais 10”. Em seguida, a matéria cita que o que poderia atrapalhar o negócio seria o interesse do Sevilla de “reaver o investimento feito para contratar o meia”.

Notícia sobre grandes clubes interessados é o que não falta. Há exatamente um ano, o site da Fox manchetou: “Flamengo, Palmeiras, Corinthians e mais: jornal lista times interessados em Ganso”. O texto informava que, segundo um diário espanhol, além dos citados, Santos, São Paulo, Cruzeiro, Atlético-MG, Fenerbahçe e Sporting também desejavam contratá-lo.

PH Ganso custou 10 milhões de euros ao Sevilla. Caso o clube tivesse mesmo alguma esperança de reaver o “investimento”, teria que cobrar R$ 42 milhões a qualquer um dos inúmeros interessados. Com uma concorrência tão forte, seria capaz de conseguir até um valor maior, não é mesmo?

No mundo real, porém, o Flamengo pagou R$ 55,3 milhões por Arrascaeta. O São Paulo desembolsou R$ 26,2 milhões para ficar com Pablo. E até o econômico Santos anunciou ontem a contratação de Cueva por R$ 26 milhões.

Depois de muitas janelas de transferências recheadas de especulações, Ganso finalmente foi vendido. Na terça-feira passada, ele foi apresentado pelo Fluminense, clube que atravessa grave crise financeira.

O clube carioca assinou um contrato de cinco anos com o jogador, liberado sem custos pelo Sevilla.

A realidade não combina com as notícias plantadas aqui, ali e acolá pelo staff de Ganso. Os clubes citados como interessados vão disputar competições internacionais e possuem mais recursos no momento do que o Fluminense. Se tivessem mínimo interesse, teriam o contratado com enorme facilidade. Seria mais vantajoso para o Sevilla e, claro, para o atleta.

O noticiário trata Ganso como uma peça valiosa no mercado, coisa que, evidentemente, ele não é. E Ganso trata a si mesmo como um grande craque. Isso é assunto para a coluna de amanhã.

Escrito por:

Carlo Carcani Filho