Publicado 27 de Fevereiro de 2019 - 8h05

Por Estadão Conteúdo

Entrevista com Hugo Possolo, DIRETOR TEATRO MUNICIPAL

O Municipal seguirá apresentando óperas e concertos?

A programação de óperas, concertos e dança segue e será trabalhada com visão curatorial. Democratizar significa ampliar o público e dar mais acesso. A ideia é ampliar a programação e estabelecer diálogo com a produção contemporânea. Sobretudo o projeto Novos Modernistas, que visa trazer ações multiculturais das mais variadas linguagens, para se integrar à programação e, inclusive, dentro de uma construção feita com os corpos artísticos.

A nota sobre sua nomeação afirma que suas primeiras ações acontecerão sem prejuízo da programação estabelecida dos corpos artísticos. Já existe uma programação? Ela pode ser alterada? Quando será anunciada?

No momento, a programação planejada para o primeiro semestre segue como prevista, sendo que será incrementada com as ações do Novos Modernistas. Na sequência, vamos desenhar uma nova programação, sempre ouvindo os corpos artísticos do Theatro Municipal.

As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Escrito por:

Estadão Conteúdo