Publicado 11 de Janeiro de 2019 - 13h34

Por Jaqueline Harumi Ishikawa

Alenita Ramirez

[email protected]

Foto: Matheus Divulgação da Polícia Civil

A Polícia Civil desmantelou mais um esquema de furto de combustível em Campinas. Desta vez em uma casa no Parque Tropical, região da Vila União. Um homem de 21 anos foi preso em flagrante. Ao menos três mil litros de etanol estavam estocados no local. O combustível era retirado direto de um duto da Petrobras, que fica em um terreno vizinho da casa, através de um túnel construído pelos suspeitos. Este é o terceiro imóvel descoberto pela polícia, em sete meses, que é usado por criminosos para o esquema. De acordo com o delegado do 11º Distrito Policial (DP), responsável pela operação, Leonardo Burger, a Petrobrás já soma cerca de R$ 400 mil só para recompor os dutos danificados pelos bandidos.

A confirmação do esquema se deu após uma série de campanas realizadas em horários diversos desde o dia 25 de dezembro. Os policiais receberam informações do uso do imóvel por criminosos e passaram a monitorá-lo. Por volta das 21h30 desta quinta-feira (10), os policiais avistaram um Palio entrando na casa. Pouco tempo depois, eles fizeram a abordagem e um deles conseguiu fugir e Breno Santos foi pego após pular vários muros e se esconder debaixo da cama de uma residência.

Os suspeitos estavam na sala com a bomba de combustível aberta e na fuga não fecharam a bomba, fazendo com que o etanol se espalhasse pela casa. “Chamamos o Corpo de Bombeiros pois havia o risco de explosão”, contou Burger.

Na casa havia 10 tanques com capacidade para mil litros cada e que estavam vazios. A polícia suspeita que os criminosos estavam testando e tirando pouca quantidade por dia, para depois retirar 12 mil litros por dia. O imóvel foi alugado em agosto do ano passado, por duas mulheres e chegou a receber reforma, pago pela proprietária.

Para fazer o furto, os criminosos cavaram um túnel em um dos quartos e usou outro para guardar a terra. Burger diz que não tem ainda como afirmar se os homens presos (4) ao longo desta operação integram a mesma quadrilha. “É o mesmo modus operandi, mesma capacidade técnica, mesmos estelionatários para locação de imóveis. É muita gente envolvida no esquema, mas não sabemos ainda se há ligação”, disse o delegado.

Dentro do carro foram localizados galões de 300 litros cada. Todo o material foi apreendido. Além do Parque Tropical, também já foram achados imóveis na Vila Padre Manoel da Nóbrega.

Escrito por:

Jaqueline Harumi Ishikawa