Publicado 11 de Janeiro de 2019 - 5h30

Dois caminhões de lixo foram multados, na manhã de ontem em Sumaré, por derrubar chorume (resíduo líquido formado a partir da decomposição de matéria orgânica presente no lixo) nas vias da cidade. As ocorrências foram flagradas pela Guarda Municipal durante a primeira Operação Chorume de 2019. A ação ocorreu na Avenida Vereador Antônio Pereira Camargo Neto, no Jardim Dall’Orto. Ao todo, foram vistoriados 21 veículos. As abordagens têm o objetivo de fiscalizar e evitar esse tipo de infração ambiental, que também traz riscos à saúde dos moradores e pode provocar acidentes de trânsito. Em 2018, mais de 330 caminhões foram vistoriados e 27 multados. Segundo o prefeito Luiz Dalben (PPS), essa ação é realizada periodicamente em pontos estratégicos do município. “Muitos veículos são oriundos de outras cidades e utilizam as vias de Sumaré como rota para descartar os resíduos no aterro em Paulínia. Visamos conscientizar os motoristas e as empresas, para que regularizem os veículos e cumpram a legislação. O chorume nas ruas, além de causar o mau cheiro e poluir o meio ambiente, atrai insetos e outros animais transmissores de doenças, tornando-se uma questão de saúde pública. Nossa intenção com essas operações é cuidar dos nossos moradores e da nossa cidade”, afirmou o chefe do Executivo. As operações são realizadas com base na Lei Municipal n 5.793, de 2015. De acordo com o inciso 12 do artigo 29, “transportar lixo, resíduo ou produto perigoso derramando na via pública” é infração ambiental, com multa de

R$ 3.336,96. Além disso, o derramamento de carga nas vias também é considerado infração gravíssima pelo Código de Trânsito Brasileiro (CTB). A Prefeitura informou, em nota, que os moradores podem auxiliar na fiscalização, denunciando irregularidades na GM pelo telefone (19) 3873-2656. (AAN)