Publicado 10 de Janeiro de 2019 - 23h00

Por AFP

O secretário americano de Estado, Mike Pompeo, elogiou a "liberdade de religião" em vigor no Egito, ao visitar a catedral e a mesquita da nova capital administrativa, nas proximidades do Cairo."O Senhor está claramente trabalhando aqui", declarou em cada um dos prédios religiosos.O secretário de Estado, que em um discurso na capital egípcia se descreveu como um "cristão evangélico", visitou primeiro a gigantesca Catedral da Natividade, na nova capital administrativa egípcia, a 45 km do Cairo.A Catedral foi inaugurada no domingo pelo presidente egípcio, Abdel Fatah al Sissi, por ocasião do Natal copta.O presidente americano, Donald Trump, disse no Twitter que está "contente" de ver o Egito "abrir a maior catedral do Oriente Próximo"."É um país especial" e "um grande símbolo de esperança [...] para o Cairo, o Egito e todo o Oriente Médio", declarou nesta quinta-feira Mike Pompeo.Os governos "têm a obrigação de tentar que cada indivíduo possa ter a escolha de credo".Acompanhado de Susan, sua mulher, Pompeo visitou depois a mesquita de Al Fattah al Alim."O presidente Al Sissi permitiu este tipo de liberdade e é incrível estar nesta mesquita, aqui no Cairo [...], no coração do Oriente Médio, onde esta liberdade religiosa é possível".A administração Trump transformou a defesa da liberdade de religião no mundo em uma prioridade de sua política externa.A nova capital administrativa egípcia, anunciada em 2015, segue em construção. Sua Catedral da Natividade é considerada uma das maiores do Oriente Próximo.

Escrito por:

AFP