Publicado 25 de Janeiro de 2019 - 14h01

Por Estadão Conteúdo

Contratado em janeiro do ano passado, Gustavo Scarpa enfrentou problemas quando o ex-clube, o Fluminense, acionou a Justiça para dificultar a sua saída ao Palmeiras

Divulgação/Palmeiras

Contratado em janeiro do ano passado, Gustavo Scarpa enfrentou problemas quando o ex-clube, o Fluminense, acionou a Justiça para dificultar a sua saída ao Palmeiras

O final de problemas jurídicos e a distância das lesões deixam o meia Gustavo Scarpa, do Palmeiras, mais tranquilo para a temporada. Em entrevista coletiva nesta sexta-feira, na Academia de Futebol, em São Paulo, o jogador se disse mais confiante e alegre para começar o ano, depois de em 2018 ter enfrentado meses de batalha nos bastidores com o Fluminense para conseguir a rescisão contratual, pendência que o afastou do futebol por três meses.

Contratado em janeiro do ano passado, Gustavo Scarpa enfrentou problemas quando o ex-clube, o Fluminense, acionou a Justiça para dificultar a sua saída ao Palmeiras. As brigas se arrastaram por meses, até serem solucionadas em um acordo. "Estou mais leve neste ano. Dá pra trabalhar mais leve, com mais confiança, sabendo que não tem problema extracampo rolando. Estou muito feliz porque tudo se resolveu. Meu ano foi bem difícil, mas, graças a Deus, acabou", disse.

Gustavo Scarpa começou o ano como titular nas duas primeiras partidas do Palmeiras na temporada e atribui esse posto à preparação física. O meia se lesionou em agosto e decidiu contratar um personal trainer para manter o preparo nas férias. "Eu contratei um personal, em Campinas, que me ajudou muito. Comecei os trabalhos uns 15 dias antes, no meio de dezembro, e cheguei em janeiro já melhor do que em 2018. Estou feliz", contou.

Neste domingo, o Palmeiras vai enfrentar o São Caetano, fora de casa, pelo Campeonato Paulista. O meia não revelou se será titular, porém admite estar atento para não perder a vaga para concorrentes. "É um grupo muito qualificado, com grandes jogadores, e ainda com o Guerra e o Raphael Veiga, voltando. Independentemente de quem for jogar aberto ou pelo meio, o Palmeiras está bem servido", comentou Gustavo Scarpa.

O Palmeiras treinou nesta sexta-feira pela manhã, em atividade fechada na Academia de Futebol. Neste sábado pela manhã, a equipe faz outra atividade e fecha a preparação para enfrentar o São Caetano, neste domingo, às 19 horas, no estádio Anacleto Campanella, em São Caetano do Sul (SP).

Escrito por:

Estadão Conteúdo