Publicado 05 de Outubro de 2018 - 5h30

As contas públicas devem fechar o ano com rombo abaixo de R$ 120 bilhões, apesar de a meta permitir um resultado negativo de até R$ 161,3 bilhões. Despesas obrigatórias com o pagamento de subsídios, seguro-desemprego, Previdência e pessoal devem ficar num patamar inferior ao previsto pelos técnicos do governo, já que as estimativas para esses gastos continham uma “gordura” que não foi usada. O valor do déficit deve se situar entre R$ 100 bilhões e R$ 120 bilhões, segundo fontes da área econômica. (Estadão Conteúdo)