Publicado 04 de Outubro de 2018 - 5h30

Tanto o endividamento quanto a inadimplência ficaram estáveis na passagem de agosto para setembro, segundo a Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC). A Pesquisa de Endividamento e Inadimplência do Consumidor (Peic), divulgada ontem, mostrou que o percentual de famílias endividadas ficou em 60,7% em setembro - mesmo patamar observado em agosto. Já a proporção das famílias com dívidas ou contas em atraso’ permaneceu em 23,8%, também repetindo o resultado de agosto.

Em relação ao período anual, contudo, houve melhora. Em setembro de 2017, 61,7% das famílias estavam endividadas e 26,5% inadimplentes. “Após dois meses de alta, o percentual de famílias com dívidas apresentou estabilidade em setembro. Em relação a 2017, o indicador permaneceu em patamar inferior, refletindo um ritmo lento de recuperação do consumo e a cautela na contratação de novos empréstimos e financiamentos”, disse a economista Marianne Hanson, da CNC. (Estadão Conteúdo)