Publicado 02 de Outubro de 2018 - 19h40

Por AFP

Um tribunal de Zagreb rejeitou as acusações de falso testemunho que pesam sobre a estrela da Croácia e do Real Madrid Luka Modric em um caso de corrupção, anunciou a imprensa local nesta terça-feira (2).Modric, escolhido o melhor jogador do ano pela Fifa, havia sido acusado de falso testemunho em março, acusado de ter mentido no processo de Zdravko Mamic, o polêmico homem forte do futebol croata e suspeito de vários desvios.Foi convocado a testemunhar em junho de 2017 sobre sua transferência do Dínamo de Zagreb para o Tottenham em 2008. O "delito penal de falso testemunho" é punível sob o código penal croata com sentenças de seis meses a cinco anos de prisão.Mas o tribunal municipal de Zagreb decidiu não confirmar a acusação - um passo prévio na legislação croata para abrir caminho para um processo -, segundo o jornal Vecernji List.A informação não foi confirmada no momento pela instância jurídica.Segundo o jornal, o tribunal considerou a acusação do jogador como "prematura".Mamic, que agora está foragido na Bósnia, foi condenado a seis anos e meio de prisão por abuso de poder e corrupção.

Escrito por:

AFP