Publicado 02 de Outubro de 2018 - 13h20

Por AFP

A Amazon, gigante do comércio digital, anunciou nesta terça-feira (2) que vai aumentar o salário mínimo de seus funcionários nos Estados Unidos para 15 dólares por hora, a partir de 1º de novembro.Esta medida "atinge mais de 250.000 assalariados (fixos) e 100.000 funcionários temporários que serão contratados em todo país durante as férias", indicou a empresa em um comunicado. "Escutamos as críticas (...), estamos felizes com esta mudança e estimulamos nossos concorrentes e outros provedores de empregos a se unirem" à nossa iniciativa, afirmou o CEO da Amazon, Jeff Bezos na nota.A empresa também se compromete a defender que o salário mínimo nos Estados Unidos, atualmente de 7,25 dólares por hora, seja ampliado."Queremos defender uma alta do salário mínimo, o que teria um impacto profundo na vida de dezenas de milhões de pessoas e famílias em todo país", apontou o vice-presidente de assuntos comerciais, Jay Carney. No começo de setembro, o senador democrata pelo estado de Vermont, Bernie Sanders, apresentou um projeto de lei que propõe taxar as grandes empresas americanas, cujos funcionários recebem auxílio social, devido a salários insuficientes. Sanders tinha apontado especialmente para Bezos, considerado atualmente o homem mais rico do mundo, cuja fortuna, fruto da criação da Amazon, está estimada em 166 bilhões de dólares.pid/aue/evs/age/mb/ll/ttAMAZON.COM

Escrito por:

AFP