Publicado 04 de Outubro de 2018 - 9h04

Por Alison Negrinho

Por Alison Negrinho

Ferreira pode pintar na zaga bugrina contra o São Bento, em Sorocaba

Letícia Martins/Guarani Futebol Clube

Ferreira pode pintar na zaga bugrina contra o São Bento, em Sorocaba

O técnico Umberto Louzer quebra a cabeça para armar o Guarani que enfrenta o São Bento amanhã, às 19h, no Estádio Walter Ribeiro, em Sorocaba. Para a partida, válida pela 30ª rodada da Série B do Brasileiro, o comandante não poderá contar com o zagueiro Philipe Maia e com o atacante Bruno Mendes. Os dois serão desfalques pois terão de cumprir suspensão automática.

A ausência no sistema defensivo será bastante sentida, já que Maia vive um bom momento. Em seu lugar, o treinador bugrino testou Ferreira. Quem corre por fora na disputa é Edson Silva, que tem treinado com os reservas. No ataque, o favorito para ficar com a vaga de Mendes é Bruno Xavier.

As mudanças em relação ao time que ficou no empate com o Vila Nova na rodada passada, porém, podem não parar por aí. Kevin e Willian Oliveira retornam após cumprirem suspensão e devem jogar.

Com isso, a tendência é que Jefferson Nem saia para a entrada de Kevin, uma vez que Felipe Rodrigues foi mantido entre os titulares e atuou mais à frente, na segunda linha. Já Willian Oliveira ficou com a função desempenhada por Fabrício Bigode na rodada passada. Outras alternativas testadas por Louzer para modificar a maneira de jogar foram: Nem na vaga de Felipe Rodrigues, Rondinelly ou Matheus Anjos no lugar de Longuine e Marcão no comando do ataque substituindo Xavier.

Os próximos dois confrontos são vistos pela comissão técnica como fundamentais para o futuro alviverde na competição. Com 45 pontos, o Bugre é o quinto colocado, atrás do Avaí, que tem a mesma pontuação, mas leva vantagem no saldo de gols (12 a 7). O time catarinense é justamente o próximo adversário depois da partida com o São Bento.

A diretoria do Guarani anunciou na noite de ontem que 800 ingressos já foram vendidos para bugrinos para o confronto em Sorocaba. Ao todo, a carga é de 2.500 entradas e o clube está confiante em esgotá-la.

No primeiro lote, os bilhetes são vendidos por R$ 30 (inteira) e R$ 15 (meia). Internamente, a expectativa da diretoria é que a torcida do Guarani seja maioria no estádio. Isso porque a média de público no Walter Ribeiro é de 2.500 torcedores.

Escrito por:

Alison Negrinho Alison Negrinho