Publicado 05 de Outubro de 2018 - 6h00

Por Do Correio

Estes são alguns dos troféus e medalhas que serão entregues depois da corrida desta noite

Reprodução

Estes são alguns dos troféus e medalhas que serão entregues depois da corrida desta noite

HOJE À NOITE A II PROVA PEDESTRE "C.P."

Depois de muitos preparativos e de enorme expectativa, teremos na noite de hoje, a partir das 20,30 horas, a II Prova Pedestre "Correio Popular", realização da Liga Campineira de Atletismo como homenagem ao 41.o aniversário de fundação desta casa de Álvaro Ribeiro. Cremos que não será mais necessário dizer do êxito que esse empreendimento marcará, porque, através dos noticiários anteriores, demos amplas informações de tudo quanto foi providenciado e também da enorme repercussão que a prova está provocando. Segundo tudo indica, mais de uma centena de atletas de várias partes do Estado de São Paulo estará presente, esta noite, em nossa. cidade, participando de uma prova que, certamente, marcará época nos anais do pedestrianismo campineiro. Tudo pronto. 

 

HÁ TRAMA PARA FECHAR O CONGRESSO

O presidente da Câmara Federal denunciou perigosa trama para fechar o Congresso Nacional, iniciada por uma campanha de desmoralização e sua origem ainda não foi localizada. Segundo o deputado José Bonifácio, tal campanha foi iniciada há 3 dias. Afirmou ainda o presidente da Câmara Federal que o presidente da Republica é o maior interessado na manutenção do Congresso, pois que com a implantação da ditadura o mal, passaria a exercer mandato ilimitado. O poder Legislativo só desaparecerá do Brasil, se o presidente da Republica também desaparecer. Tal foi a afirmação do próprio chefe do govêrno ao deputado José Bonifácio e por êle transmitida à imprensa em seu nome e do presidente do senado.

 

BELAUNDE CONTA COMO FOI DEPOSTO

A ambição pessoal de um frustrado porque não foi ministro da Guerra, que será re-formado dentro de três meses e que eu destitui esta madrugada (ontem), são as explicações do crime de lesa-pátria que se cometeu ontem no Peru, declarou ontem em entrevista exclusiva à "France Presse" o presidente deposto do Perú, Fernando Belaunde Terry. Sob o compromisso de não utilizar essas declarações, até confirmar sua autorização, o presidente conversou demoradamente acêrca do golpe militar que ontem abalou o continente.

Escrito por:

Do Correio