Publicado 05 de Outubro de 2018 - 0h28

Por Estadão Conteúdo

Mesmo com um tom mais enfático e direcionando críticas duras ao candidato Jair Bolsonaro (PSL), Fernando Haddad (PT) buscou ao longo do debate da TV Globo endereçar as perguntas aos concorrentes Guilherme Boulos (PSOL) e Ciro Gomes (PDT), alinhados à esquerda.

Com Boulos, foram ressaltadas as políticas sociais dos governos petistas e os dois discorreram da necessidade de melhoria da educação até políticas de moradia.

Por sua vez, com Ciro, Haddad evitou entrar em temas muito divergentes e fez dobradinhas para criticar Bolsonaro e as propostas do governo de Michel Temer, como as reformas trabalhista e da Previdência.

Ciro, por sua vez, procurou direcionar as questões a Henrique Meirelles (MDB), a quem já elogiou publicamente, apesar de ele ter trabalhado no governo Temer. Os candidatos trataram de temas como a Emenda 95 e educação.

Boulos, no entanto, foi na contramão e priorizou ataques. Ele escolheu fazer perguntas somente para Meirelles, a quem prometeu mais uma vez "taxar", e Geraldo Alckmin (PSDB), a quem tentou relacionar com o governo Temer.

Escrito por:

Estadão Conteúdo