Publicado 04 de Outubro de 2018 - 12h06

Por Estadão Conteúdo

O ex-governador de São Paulo e candidato do PSDB à Presidência da República, Geraldo Alckmin, disse nesta quinta-feira, 4, em entrevista à Rádio Tupi que teme a piora da crise econômica no País em uma eventual vitória do concorrente do PSL, o deputado Jair Bolsonaro, que lidera as pesquisas de intenção de voto para o Palácio do Planalto - enquanto o tucano não chegou aos dois dígitos nas mesmas mostras.

Alckmin afirmou que as posições extremistas como as de Bolsonaro não são a solução, e quem assumir a Presidência terá que fazer o mais rápido possível as reformas necessárias para o País voltar a atrair investimentos.

"Política a gente faz com convicção. Desde o começo não mudei e venho dizendo que não é o caminho dos extremos, a economia não vai se recuperar na velocidade que precisa com extremos. Quem for eleito vai subir o morro com chuva e lata d'água na cabeça", explicou, dizendo que a prioridade é fazer as reformas da previdência, política e fiscal.

Escrito por:

Estadão Conteúdo