Publicado 11 de Agosto de 2018 - 18h27

Por Paulo César Dutra Santana

A derrota de virada para o Fortaleza, ontem, no Brinco de Ouro, depois de um primeiro tempo impecável caiu como uma ducha fria no Guarani. Com a derrota, desperdiçou a chance de entrar no G4 e segue a dois pontos do quartocolocado da Série B.

“Foi uma pancada grande. Sofremos um pouco no segundo tempo, pedimos que o time mantivesse o equilíbrio e até tivemos oportunidade de matar o jogo. Não fizemos e fomos castigados. Temos que amadurecer e não permitir mais este tipo de erro aconteça”, avaliou o técnico Umberto Louzer. “Não podemos continuar batendo na mesma tecla. É preciso corrigir”, completou.

Os jogadores também não escondiam a decepção. “Fizemos um excelente primeiro tempo, mas depois abrimos o jogo e acabamos tomando a virada. É algo que não pode acontecer”, disse o zagueiro Éverton Alemão.

O goleiro Oliveira, que foi bastante vaiado, não concordou com as críticas. “Quando perde é assim mesmo. A torcida é assim mesmo e sempre escolhe um culpado”, disse. (PS/AAN)

Escrito por:

Paulo César Dutra Santana