Publicado 10 de Agosto de 2018 - 17h06

Por Carlos Augusto Rodrigues da Silva

Carlos Rodrigues

Da Agência Anhanguera

[email protected]

Por duas vezes, o Guarani já teve a oportunidade de sentir o gostinho de entrar no G4 da Série B do Brasileiro, mas não conseguiu terminar a rodada entre os quatro primeiros por conta dos resultados dos concorrentes. Agora, a chance é mais real do que nunca e por isso o Bugre promete ir para cima do líder Fortaleza em jogo que acontece hoje, às 16h30, no Estádio Brinco de Ouro, pela 20ª rodada – a primeira do segundo turno.

Embalada após as vitórias sobre Brasil de Pelotas e Londrina que o colocaram na cola dos primeiros colocados, a equipe alviverde depende apenas de suas forças para entrar no sonhado grupo de equipes que vão se garantir na elite no ano que vem. Além disso, conseguir pela primeira vez três triunfos seguidos no campeonato e derrubar o melhor time do campeonato são outros fatores que enchem de motivação o técnico Umberto Louzer e seus comandados.

"Vale muita coisa. Primeiro esse bom momento que vivemos e não só de resultados, mas boas performances. Vencer o líder é um moral a mais. A terceira vitória consecutiva, também", destaca o treinador. "O que me agrada e me deixa confiante é que nas duas oportunidades anteriores de ganhar o jogo e entrar momentaneamente no G4 (contra Coritiba e Londrina) conseguimos. Estou esperançoso em confimar essa oportunidade diante do Fortaleza com uma grande vitória".

Encarar uma equipe da qualidade do Fortaleza, porém, inspira cuidados. O time comandado por Rogério Ceni domina a Série B desde o início e Louzer prega atenção total para que o adversário não se sinta confortável em colocar em prática seu plano de jogo que vem dando certo.

"Mesmo fora de casa eles têm mais de 50% de posse de bola. Precisamos tirar esse conforto e ter domínio. É um adversário ágil e móvel. Precisamos evitar esse jogo de transição, mas em casa não fugir da característica de se impor do início ao fim para confirmar o objetivo", orienta. "Tem tudo para ser um jogo agradável e esperamos uma tarde feliz para poder entrar no G4".

Ontem, no último treinamento da equipe, o comandante bugrino confirmou a escalação e definiu uma mudança em relação ao time que derrotou o Londrina na semana passada. Com o desfalque de Denner, vetado pelo departamento médico, Felipe Rodrigues recebe a primeira oportunidade entre os titulares. Lateral-direito de origem, ele atuará numa função mais avançada. "Ganhamos força ofensiva e sustentação porque o adversário é forte na triangulação pelos corredores e no jogo aéreo. Teremos a precaução sem a bola e, com a posse, possibilidade de atacar as costas da defesa", finaliza Louzer.

Escrito por:

Carlos Augusto Rodrigues da Silva