Publicado 13 de Agosto de 2018 - 19h05

Das mais louváveis a atitude de atores, atrizes e apresentadores em se colocarem à frente de campanhas para contribuir no tratamento de algumas pessoas ou minimizar o sofrimento de outras. Na maioria das vezes fazem isso sem querer nada em troca, muito menos divulgação para as suas atitudes. São vários os casos, mas um em especial é o de Helena Barreira Galina, uma menina de sete meses, que sofre de Atrofia Muscular Espinhal – AME, no estágio 1, o mais grave da doença. É de se imaginar o desespero dos seus pais, moradores no Espírito Santo. O remédio Spinraza é o único no mundo recomendado para o tratamento e, com registro aprovado pela Anvisa, cada dose sai ao custo de R$ 364.565,98. De acordo com os médicos, para o caso dela serão necessárias seis até completar um ano de vida, o que equivale a um total que passa de dois milhões de reais. Em todas as campanhas lançadas, o arrecadado até agora é de R$ 399.479,77, o equivalente a 18,14%, um pouco mais que o suficiente para começar. Curioso é que em todo esse movimento, não se viu até agora manifestação nenhuma do Ministério da Saúde ou participação de qualquer autoridade. Triste, não acha?