Publicado 13 de Agosto de 2018 - 18h00

Por AFP

O presidente da Tesla, Elon Musk, informou nesta segunda-feira que está negociando com o fundo soberano da Arábia Saudita e com outros investidores para financiar a saída da Bolsa da fabricante de veículos elétricos. Os reguladores do mercado de Estados Unidos pediram na semana passada à companhia que explicasse as afirmações de Musk em uma mensagem publicada no Twitter em 7 de agosto, em que dizia que o financiamento estava "assegurado". Musk disse nesta segunda-feira em uma mensagem em seu blog que "não há dúvida" de que os sauditas financiariam uma transação assim após a reunião em 31 de julho.O empresário acrescentou que a operação será estruturada com equidade para que não caia sobre a empresa uma dívida esmagadora."Cotinuo conversando com o fundo soberano saudita, e também estou conversando com outros investidores, que é algo que sempre planejei fazer desde que quis que a Tesla continuasse a ter uma ampla base de investidores", disse."É apropriado terminar essas discussões antes de apresentar uma proposta detalhada a um comitê independente da junta" diretora.Os surpreendentes comentários de Musk alimentaram, na semana passada, especulações de que seria necessário pedir grandes empréstimos para privatizar a Tesla. Sair do mercado de ações permitirá que a empresa opere sem os requisitos exigidos pelos relatórios financeiros e sem outras pressões sobre empresas que cotizam na Bolsa.Em seu blog, Musk disse que os informes que estimam serem necessários cerca de 70.000 para concretizar a operação "exageram dramaticamente o aumento de capital que a Tesla realmente precisa" porque espera que alguns investidores continuem investindo na firma.Ele explicou que sua ideia comprar as ações da Tesla a 420 dólares, aplica-se somente aos atuais acionistas que não queiram continuar na empresa se ela se retirar da Bolsa."Agora minha melhor estimativa é de que aproximadamente dois terços das ações atualmente em poder de investidores, seriam mantidos na companhia", disse.Musk indicou que o fundo saudita "propôs muitas vezes", desde 2017, transformar a Tesla em empresa privada. Para ele, seu plano interessa aos sauditas "por sua importância de diversificar-se em relação ao petróleo" e indicou que o fundo soberano "tem capital mais do que suficiente para executar tamaña transação".Na abertura de Wall Street as ações da Tesla subiram para 359,28 dólares. No entanto, elas não conseguiram sustentar esse aumento inicial e fecharam com um pequeno ganho de 0,26%, a 356,41 dólares.A Tesla, que fica baseada na Califórnia, se tornou em uma das fabricantes de automóveis mais valiosas apesar de no ano passado ter produzido somente 100.000 veículos.jmb/lp/gm/ccTESLA MOTORS

Escrito por:

AFP