Publicado 11 de Agosto de 2018 - 15h00

Por AFP

Um segundo cidadão peruano, que estaria envolvido no roubo da medalha presidencial da Bolívia, entregou-se voluntariamente à Polícia neste sábado (11) - informaram as autoridades locais."Apresentou-se de maneira espontânea às dependências da Força Especial de Luta contra o Crime (FELCC), em El Alto, e será levado para o Ministério Público para que preste seu depoimento", disse à imprensa o vice-ministro de Regime Interno, José Luis Quiroga.A Polícia boliviana havia identificado o peruano Fernando Macedo como um dos três participantes do roubo, na última terça-feira, da joia nacional e da faixa presidencial, quando o militar que as protegia as deixou no carro para ir a um prostíbulo.A medalha de ouro e diamantes, que data da fundação da República em 1825 e pertenceu a Simon Bolívar, e a faixa presidencial bordada com fios de ouro foram devolvidas um dia depois do furto, após serem abandonadas em uma igreja na cidade de La Paz.Na quarta-feira, foi capturado o peruano Alexander Huañocaña, apontado como principal responsável.gbh/lp/tt

Escrito por:

AFP