Publicado 11 de Agosto de 2018 - 23h23

Por Estadão Conteúdo

No cargo há menos de duas semanas, Cuca ainda não venceu nessa sua volta ao Santos: uma derrota e dois empates

Ivan Storti/Santos FC

No cargo há menos de duas semanas, Cuca ainda não venceu nessa sua volta ao Santos: uma derrota e dois empates

Pressionado pela luta contra o rebaixamento, o Santos visita o Atlético-MG, às 11h de hoje, no Independência, na terceira partida seguida fora de casa. Cuca tem a missão de dar uma nova cara ao time, apesar do pouco tempo de treinamento e do desgaste físico dos atletas.

No cargo há menos de duas semanas, o treinador já promoveu as estreias de Bryan Ruiz, Carlos Sánchez e Derlis González, os estrangeiros recém-contratados, e barrou Renato e Gabriel, jogadores com história no clube. A primeira vitória à frente do time, porém, ainda não veio depois que ele foi contratado para substituir o demitido Jair Ventura.

Já foram três partidas disputadas desde que Cuca chegou, mas os resultados não empolgam. Uma derrota na Vila Belmiro por 1 a 0 para o Cruzeiro, pela Copa do Brasil, reduziu a chance de avanço à semifinal do torneio. Já os dois empates pelo Brasileirão, ambos fora de casa, tiraram o Santos da zona de rebaixamento, mas a equipe segue muito próxima dos times que hoje ocupam as quatro últimas posições.

"Estamos atropelando etapas, o desgaste é muito grande. Fizemos dois jogos fora, não vencemos nem perdemos. Vamos fazer o terceiro, depois tem mais um contra o Cruzeiro. O momento é muito difícil em todos os sentidos. Tem jogador com desgaste pela sequência de jogos. O Atlético jogou em casa contra o Inter, descansou e não viajou. A gente viajou para o Ceará, agora vamos a Minas Gerais.

É natural que tenha jogador desgastado", comentou Cuca em entrevista coletiva.

De acordo com o treinador, o cenário deve obrigá-lo a rodar o elenco nas próximas semanas. "Não é nem poupar, é colocar o que tem de melhor para não correr o risco de perder alguém por lesão", afirmou. Ainda sem ritmo de jogo, por exemplo, Bryan Ruiz deve começar de novo na reserva, assim como aconteceu na quarta-feira, contra o Ceará, em partida antecipada da 20ª rodada.

O reforço deve ser Dodô, titular da lateral esquerda que cumpriu suspensão em Fortaleza e deu lugar a Jean Mota, autor do gol santista no empate por 1 a 1. Lucas Veríssimo e Eduardo Sasha estão recuperados de lesão e devem ser opções no banco de reservas.

Yuri Alberto, criticado pela torcida nas últimas rodadas, pode perder a vaga de centroavante para o retorno de Gabriel, também alvo de vaias recentes. E outras alterações No podem ser feitas.

Já o Galo conquistou apenas uma vitória nos últimos cinco jogos, que incluem três derrotas e um empate. Esse retrospecto fez o time treinado por Thiago Larghi iniciar a rodada em quinto lugar no Brasileirão após 17 rodadas. A equipe soma 27 pontos, oito a menos do que o líder São Paulo. (EC)

Escrito por:

Estadão Conteúdo