Publicado 14 de Agosto de 2018 - 7h03

Por Estadão Conteúdo

O guitarrista James Blood Ulmer, que se apresenta dias 14 e 15, no Sesc Pompeia, tem uma das personalidades mais marcantes da temporada do Sesc Jazz. Sua guitarra pode ser definida como blues, ele vem com uma banda que tem blues no nome, mas esse gênero corresponde a apenas uma parte da música que faz. Há explicação para isso. Antes de fazer o próprio som, Blood havia tocado com os Jazz Messengers, do baterista Art Blakey, e com o saxofonista Ornette Coleman.

Em geral, os músicos começam no blues e seguem para o jazz. Fez o caminho contrário?

Na verdade, primeiro veio o gospel, depois o blues e então o jazz. E então o jazz de vanguarda e muitos outros estilos. Música ‘harmolodic’, um ingrediente aplicado em qualquer tipo de música.

Muitos músicos dizem que é difícil sobreviver de música no Brasil. O que pode dizer sobre isso?

Tocar música é algo que você faz com o que se identifica e ganhar dinheiro é o oposto de ser músico. Ganhar dinheiro e tocar música são coisas separadas.

As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Escrito por:

Estadão Conteúdo