Publicado 26 de Fevereiro de 2018 - 15h43

Por Adagoberto F. Baptista

Foto: Digital Rac

Henrique Hein

Da Agência Anhanguera

[email protected]

Diante das queixas frequentes dos próprios moradores, e com recursos reduzidos em caixa, a Prefeitura de Campinas tem recorrido a parcerias e mutirões para atender à grande demanda por manutenção de praças. ONGS e associações de bairro se mobilizam na revitalização de espaços públicos de lazer. De acordo com a Secretária de Serviços Públicos, desde o início do ano passado, as 15 Administrações Regionais da cidade, estão sendo beneficiadas com projetos, que visam mobilizar moradores a participarem da reconstrução do espaço em que vivem, com o objetivo de preservar e limpar as áreas carentes do município.

Responsável direto pela organização das ações de mobilização social, o Secretário de Serviços Públicos da Prefeitura, Ernesto Paulella, disse que o trabalho é árduo, mas que a recompensa não tem preço. “Eu sempre tiro dois dias da semana para organizar os mutirões na cidade. Contamos com a ajuda de diversos setores, como o Departamento de Parque e Jardins e o Departamento de Limpeza Urbana, que nos oferecem todo o apoio dos equipamentos de máquinas do serviço público: 50 caminhões e 30 máquinas operacionais”, explicou o Secretário.

Paulella disse que cerca de mil homens, entre reducandos e empresas terceiradas participam dos projetos de revitalização dos espaços públicos. Ele afirma ainda que mesmo após as comemorações do carnaval foi feita a limpeza de entulho e de praças, podas de árvores, e serviço de reciclagem na região da Administração Regional 9, que abrange bairros carentes, como o Jardim São Gabriel e Jardim Santa Malha. De acordo com ele, os mutirões vão continuar acontecendo ao longo do ano de 2018.

Multirões

Nos dias 3 e 4 de fevereiro, a Prefeitura de Campinas junto com o Ministério Público Federal e o Instituto Elos realizaram um mutirão no Residencial Sírius, no Jardim Bassoli e no Residencial Vila Abaeté. A ação tripartite, envolveu o dinheiro da Caixa Econômica Federal e a participação do Instituto Elos.

Divididos em frentes de trabalho responsáveis pela jardinagem, calçamento, pintura de muro e alimentação, cerca de 150 moradores se mobilizaram para construir um espaço multiúso comunitário nas regiões. A ação faz parte do projeto Escola de Transformação, do Instituto Elos, e a iniciativa acontece desde novembro de 2016.

De acordo com Paulella “nós da Prefeitura realizamos uma semana antes desse mutirão, a limpeza dessas três áreas e fizemos a terraplanagem dos locais. Já os moradores se mobilizaram e nós ajudaram também. Até o início da próxima semana, vamos instalar as calçadas, a iluminação pública e as lixeiras nos respectivos bairros. Os materiais estão em processo de compra e até o início da próxima semana as equipes farão essas instalações”, ressaltou.

Escrito por:

Adagoberto F. Baptista