Publicado 26 de Fevereiro de 2018 - 18h32

Por France Presse

A aeronave que havia decolado do aeroporto de Guayaquil, sudoeste do Equador, tinha como destino Nova York.

Michaela Rehle/Reuters

A aeronave que havia decolado do aeroporto de Guayaquil, sudoeste do Equador, tinha como destino Nova York.

Duas pessoas, supostamente de nacionalidade peruana, que viajavam clandestinamente em um avião, morreram nesta segunda-feira (26) quando caíram da aeronave que havia decolado do aeroporto de Guayaquil, sudoeste do Equador, e que tinha como destino Nova York, informaram as autoridades.

"Duas pessoas entraram no trem de pouso e quando o avião decolou com certeza o sistema os expulsou, ou eles desanimaram (...) e se jogaram", disse o oficial de Polícia Marcelo Tobar, em declarações divulgadas pela imprensa local.

O procurador Carlos Bustamante manifestou, por sua vez, que "o que se sabe é que o avião procedia do Peru. Pelas características dos cidadãos, pode ser que venham do Peru, e daqui (do voo) se dirigiriam aos Estados Unidos, a Nova York".

Um avião Boeing 767-300 da empresa Latam Airlines Equador que fazia o voo XL1438 foi obrigado a voltar após o incidente.

"Pode ser que existam mais pessoas dentro do avião, no trem de pouso", assinalou Bustamante.

"Lamentamos profundamente que um feito como este tenha ocorrido no Aeroporto de Guayaquil e oferecemos nossas condolências", declarou o diretor da companhia aérea, Manuel van Oordt.

Em um comunicado, divulgado pelo jornal El Universo, o executivo disse que a companhia acredita "que a autoridade determinará as causas" do incidente e assinalou que colaborará em todo o necessário durante o processo de investigação.

Os corpos das pessoas, de entre 25 e 30 anos, foram encontrados na parte sul da pista do aeroporto José Joaquín de Olmedo de Guayaquil.

As autoridades investigam o fato que provocou o fechamento temporário das operações no terminal durante uma hora, segundo a Direção de Aviação Civil (DAC).

Escrito por:

France Presse