Publicado 26 de Fevereiro de 2018 - 20h33

Por Daniela Nucci

Para quem recorre à técnica por muitos meses seguidos, é indicado fazer um intervalo de pelo menos 30 dias para que os fios naturais se fortaleçam

Divulgação

Para quem recorre à técnica por muitos meses seguidos, é indicado fazer um intervalo de pelo menos 30 dias para que os fios naturais se fortaleçam

 

Imagina acordar todos os dias como se estivesse com várias camadas de máscaras ou cílios longos, curvados e volumosos? Esse sonho já pode ser realizado com as técnicas de alongamentos fio a fio e volume russo, que prometem olhos em destaque de forma mais prática, natural e por mais tempo. “A primeira traz um método que consiste na aplicação de um fio sintético ou de seda sobre cada cílio natural. Os fios são aplicados com tamanho, curvatura e espessura diferentes, de acordo com a necessidade e preferência de cada cliente. Já o alongamento volume russo, também conhecido como cílios de volume 2D, 3D, 4D, cria um efeito muito mais cheio, por colocarmos vários cílios sintéticos ou seda, em cada cílio natural, possibilitando um olhar mais preenchido do que os tradicionais cílios clássicos”, explica a extensionista de cílios Jeh Oliver.

Como os cílios russos apresentam diâmetro mais fino do que os tradicionais (0,05mm contra 0,20), é muito importante saber contabilizar o peso suportado do cílio natural da cliente, para não ocorrer uma lesão dos fios naturais após a sua aplicação. Outra característica interessante sobre a técnica do volume russo é que a extensionista elabora cada leque de cílios no momento da aplicação, com a ajuda de pinças específicas que abrem os fios antes de sua aplicação. “Esse delicado procedimento deixa esses cílios com aspecto ainda mais natural e bonito”, diz a profissional. Tanto o material utilizado quanto a forma com que a aplicação é realizada não interferem na saúde dos fios naturais. Por esta razão deve ser procurado um profissional experiente na área e que utiliza um material adequado. “O correto é não aplicar os fios na raiz dos cílios da cliente, para não prejudicar o crescimento natural e nem dar alergias. O normal é que os fios naturais cresçam normalmente e os fios colocados caiam com esse processo”,explica Jeh.

Com relação ao tempo de duração, se bem colocados e com os cuidados da cliente, os fios colocados duram em média de 15 a 30 dias com manutenção, podendo até durar mais tempo em alguns casos, com manutenções mensais. Para quem recorre à técnica por muitos meses seguidos, é indicado fazer um intervalo de pelo menos 30 dias para que os fios naturais se fortaleçam. “Os fios devem ser mantidos limpos e penteados todos os dias”, finaliza Jeh.

Restrições

Uma vez que o processo é totalmente externo, não há riscos diretos sobre a saúde dos olhos, de qualquer forma, os cuidados pós-procedimento são essenciais. “Porém, as pessoas com problemas oftalmológicos, principalmente por lesão em córnea e conjuntiva ou que apresentam histórico alérgico a algum componente do material utilizado no procedimento, não deve fazer alongamento de cílios”, orienta Jeh.

Evite máscara para cílios e demaquilantes

Segundo a especialista, as únicas indicações são evitar o produto à prova d’água, pois sua remoção pode ser mais difícil e danificar os fios do alongamento e preferencialmente passar o produto nas pontas dos cílios ao invés de toda a extensão. Se conseguir evitar, melhor. Já os demaquilantes possuem muitos ativos e são capazes que retirar a cola que une os fios colocados aos originais. Além disso, a própria ação de esfregar o algodão nos olhos é capaz de remover os fios.

Nada de tirar os fios que estão soltando em casa

O ideal é deixar que os fios colocados caiam por meio do processo de crescimento dos fios naturais. “O ato de puxar os fios do alongamento pode fazer com que os fios naturais também caiam. Se algo estiver incomodando, procure uma profissional capacitada para retirar o que for necessário”, alerta a profissional.

Escrito por:

Daniela Nucci