Publicado 28 de Fevereiro de 2018 - 14h20

Por AFP

Três militares americanos que precisaram ser hospitalizados após abrirem um envelope com substância desconhecida em uma base perto de Washington foram liberados e retornaram às suas atividades nesta quarta-feira, informou um porta-voz.O envelope foi enviado na terça à Joint Base Myer-Henderson Hall e provocou a evacuação do local.Agentes do FBI e do NCIS ainda investigam o envelope e seu conteúdo.Pouco depois de a carta ser aberta, 11 pessoas começaram a sentir-se mal. Três foram "transferidas em condições estáveis para avaliações médicas" para um hospital local.A porta-voz da base, Leah Rubalcaba, disse à AFP que os três fuzileiros já estavam em serviço na manhã desta quarta-feira e que o edifício afetado já estava liberado.Segundo a rede CNN, um cabo, um sargento de artilharia e um coronel queixaram-se de uma "sensação de queimação" nas mãos e no rosto.O porta-voz do Corpo de Fuzileiros, o major Brian Block, disse que era muito cedo para dizer se o incidente era considerado um ataque terrorista."É muito cedo para começar a especular sobre tudo isso, temos que esperar e deixar os investigadores trabalharem", afirmou Block à AFP.wat/ad/lb/mr

Escrito por:

AFP