Publicado 27 de Fevereiro de 2018 - 18h40

Por AFP

O Uruguai considera o Mercosul imprescindível dentro de uma estratégia de diversificação de mercados e novos acordos comerciais com outros bloco regionais, afirmou nesta terça-feira (27) o ministro de Economia, Danilo Astori.Em um fórum econômico, Astori disse que o governo "se propôs um processo de diversificação em condições similares para multiplicar opções" comerciais e, dentro dele, apostará na "modalidade dos tratados de livre-comércio". "Acho que o Mercosul continua sendo imprescindível para o Uruguai. Não concebo um Uruguai desintegrado de seus vizinhos. O Uruguai não pode fazer sozinho um caminho deste tipo", afirmou. Embora tenha reconhecido que é preciso "analisar cada caso para ver seu conteúdo e a conveniência", Astori destacou que o governo "compartilha totalmente a necessidade de ir avançando a busca de uma inserção que signifique preferências comerciais aproveitadas pelo Uruguai para melhorar sua receita e os resultados de sua inserção comercial". O Mercosul viveu anos de estagnação, sem avanços políticos práticos, mas mudou de rumo com a troca de posição dos governos de Brasil e Argentina, para um foco mais econômico. O bloco avança em negociações de um acordo de livre-comércio com a União Europeia (UE), além de mirar em outros com a China - maior parceiro comercial do Uruguai -, a Aliança do Pacífico, a Coreia do Sul e o Canadá. Segundo um relatório comercial anual elaborado pelo Banco Mundial, as exportações do Mercosul - formado ainda por Brasil, Argentina e Paraguai - cresceram 13,8% em 2017, após caírem 2% no ano anterior. llu/gm/ll

Escrito por:

AFP