Publicado 27 de Fevereiro de 2018 - 10h00

Por AFP

No quarto de Matej Hosek, os carros em miniatura estão meticulosamente arrumados, assim como o restante dos objetos. Este menino de 13 anos busca detalhadamente qualquer coisa que altere a ordem do cômodo.Uma vez satisfeito, abre um pasta onde guarda dezenas de mapas e planos desenhados por ele, uma atividade lúdica, mas também terapêutica que mudou sua vida e o transformou em um desenhista com obras impressas em peças de vestuário e acessórios vendidos na República Checa."Acho que é algo que deus lhe deu em troca de tudo o que lhe tirou", admite a mãe, Michaela Hoskova. Matej Hosek tem síndrome de Asperger, um transtorno do espectro autista, e encontrou paz na ordem e na criação de mapas de transporte muito sofisticados. Depois, se aventurou no desenho de moda e de planos impressas em xícaras, camisetas e até capas de telefones celulares.- Redescoberta -Matej foi uma criança muito barulhenta. "Chorava 23 horas por dia", conta esta mulher de 43 anos, que na época vivia em um edifício de Praga, que precisou deixar devido à queixa dos vizinhos.A família se mudou para uma casa em Cernosice, localidade nos arredores da capital tcheca, onde Matej "podia chorar tudo o que quisesse". Por acaso, em um desses momentos de gritos intermináveis na rua, "pus em suas mãos um mapa de transporte, nem mesmo sei de onde saiu, e então se acalmou", lembrou a mulher.O menino começou a amar as viagens em bonde e metrô, onde se dedicava a checar se os mapas estavam desenhados corretamente. Pouco tempo depois, começou a copiá-los, e seu favorito se tornou o do metrô de Londres, que sabe de cor."Às vezes descobria que o sistema de uma cidade não tinha lógica, e então começou a redesenhá-los", lembrou Hoskova, que foi jornalista e colaboradora de uma revista de moda.A vida da família deu um salto quando Matej começou a melhorar. Conseguiram planejar férias, algo impensável durante muito tempo. Nos destinos escolhidos, "o primeiro que tivemos que fazer foi encontrar um centro de informação porque precisávamos dos mapas", contou, entre risos, a mãe.- Obsessão - O menino, que foi diagnosticado com síndrome de Asperger aos 10 anos, vai se adaptando aos poucos a viver com seu transtorno."As crianças com síndrome de Asperger têm um problema com a comunicação verbal. Eles entendem melhor as coisas olhando uma imagem", explicou Lenka Michalikova, ajudante de pacientes com a síndrome."A estrutura e a visualização lhes oferece uma âncora diante da incerteza", disse.Com a puberdade, Matej começou a ter depressão e precisa de uma assistente na escola, embora seus resultados estejam acima da média.Há mais de dois anos, inspirado em um filme sobre a 'maison' Christian Dior, sua obsessão pelos mapas o levou um dia a vestir com uma criação própria um manequim que existia na sala de sua casa, causando assombro em sua mãe.Na época, ela trabalhava em uma revista associada à Semana da Moda de Praga. Em meados de 2016, Matej pôde ver suas criações em um desfile em um grande armazém de Praga, que vendeu suas peças e doou a renda para a fundação AutTalk, que ajuda crianças autistas.Hoje em dia, a família Hosek tem uma pequena empresa que vende roupas, litografias, mochilas e xícaras com o desenhos de Matej."Usar o trabalho de Matej para ajudar outras crianças autistas é algo único", disse a fundadora da AutTalk, Katerina Sokolova. "Seu desenho é universal", afirma esta ex-miss República Tcheca 2007. Embora várias redes tenham se interessado nos desenhos de Matej, ainda não têm a capacidade de produzir em grandes quantidades, explicou o pai do menino, Martin Hosek, que dirige a sociedade Maappi e busca desenvolver a empresa.Enquanto isso, Matej desenho mapas para a empresa Run Czech, que organiza corridas no país. "Gostaria de ir a Londres para dar um passeio no metrô", disse, em meio a seus mapas.frj/jma/via/ak/an/pb/mvv

Escrito por:

AFP