Publicado 27 de Fevereiro de 2018 - 6h20

Por AFP

O general norte-coreano Kim Yong Chol concluiu nesta terça-feira a polêmica visita a Coreia do Sul, onde compareceu à cerimônia de encerramento dos Jogos Olímpicos de Inverno no domingo. O militar, responsável pelas relações intercoreanas no partido único que governa Pyongyang, se reuniu durante a manhã com o diretor do Serviço de Inteligência sul-coreano, Suh Hoon, e o ministro da Unificação, Cho Myoung-gyon. "As duas Coreias concordaram em prosseguir com os esforços conjuntos para melhorar as relações bilaterais e estabelecer a paz na península coreana", afirma um comunicado do ministério sul-coreano.Os Jogos Olímpicos de Inverno de Pyeongchang possibilitaram uma aproximação entre os países vizinhos, simbolizado pela presença de Kim Yo Jong, irmão do líder norte-coreano Kim Jong Un, na cerimônia de abertura. Esta foi a primeira vez que um membro da dinastia que governa Pyongyang visitou a Coreia do Sul desde o fim da guerra da Coreia em 1953. Mas a visita do general Kim Yong Chol provocou a revolta da oposição conservadora sul-coreana, já que o militar é suspeito de ter ordenado o ataque com torpedos de 2010 contra a corveta sul-coreana "Cheonan", ação que deixou 46 mortos. O regime norte-coreano nega qualquer envolvimento no ataque. jhw/ev/ple/gm/fp

Escrito por:

AFP