Publicado 28 de Fevereiro de 2018 - 16h10

Por Estadão Conteúdo

A produção de celulose no Brasil subiu 10,2% em janeiro ante um ano antes, para 1,83 milhão de toneladas, segundo dados da Indústria Brasileira de Árvores (Ibá). Em janeiro de 2018, as exportações da indústria de base florestal cresceram 17,8% em relação a um ano antes, somando US$ 901 milhões, com evolução em celulose, painéis de madeira e papel.

Com esse desempenho, o setor respondeu por 14,6% dos valores exportados pelas empresas brasileiras do agronegócio e 5,3% do total comercializado com o mercado externo de todas as empresas brasileiras.

Papel

No primeiro mês do ano, a produção de papel avançou 1,9% ante janeiro de 2017, para 859 mil toneladas, com destaque para o segmento de Tissue (papéis para fins sanitários). As vendas de papel no mercado doméstico cresceram 4,9% no mês, para 429 mil toneladas. Já as exportações aumentaram 1,7% em janeiro de 2018 ante igual mês do ano passado, para 175 mil toneladas.

As vendas no mercado doméstico de painéis de madeira aumentaram 13,3% em janeiro de 2018 contra o mesmo mês do ano passado, a 572 mil metros cúbicos. As exportações, por sua vez, subiram 8,2% na mesma base de comparação, para 92 mil metros cúbicos.

Balança comercial

Em janeiro, o saldo da balança comercial do setor atingiu US$ 807 milhões FOB (free on board), com alta de 17,5% na comparação com o mesmo período do ano passado.

A China permanece como principal compradora da celulose brasileira, respondendo por 47,3% das exportações no mês. O valor total de celulose enviada para a China aumentou 21,1% com relação ao mesmo mês de 2017, chegando a US$ 338 milhões. As exportações para a Europa aumentaram 16,2% na mesma base de comparação, alcançando US$ 208 milhões.

A América Latina, por sua vez, se manteve a frente das demais regiões do mundo nos segmentos de painéis de madeira e papel. Para os painéis, a região representou mais da metade de todo o volume exportado pelo país, o que significa US$ 12 milhões, avanço de 9,1% em relação a janeiro de 2017. Em papéis, a América Latina cresceu 14,3% das exportações, somando US$ 112 milhões.

Escrito por:

Estadão Conteúdo