Publicado 28 de Fevereiro de 2018 - 12h42

Por Estadão Conteúdo

O ministro do Planejamento, Dyogo Oliveira, ressaltou nesta quarta-feira, 28, que a importância do pedido de adesão do Brasil à Organização para Cooperação de Desenvolvimento Econômico (OCDE), que apresentou nesta mesma data o relatório econômico de 2018 sobre o País. "O Brasil é um país de classe internacional e estamos caminhando com a adesão à OCDE. Fazendo as coisas de maneira certa, alcançaremos o que os outros países conseguiram", avaliou.

Dyogo disse que o processo de adesão às políticas da OCDE leva a medidas que o governo brasileiro já tem adotado. Ao falar do relatório, Oliveira destacou que o organismo aborda a necessidade de reformas econômicas - sobretudo a da Previdência - e medidas para o aumento da produtividade.

"As propostas da OCDE são alinhadas com o que o governo tem feito. A baixa integração da economia brasileira é apontada pela OCDE e é uma preocupação do governo. O aumento da produtividade é linha mestre do relatório e se alinha com o que temos defendido", afirmou.

Para Oliveira, com as reformas econômicas aprovadas e ainda em curso, com o passar dos anos, o Brasil terá uma performance mais elevada e mais coerente com a estabilidade macroeconômica. "O importante do relatório é o reforço das linhas mestres da atuação do governo brasileiro", completou.

Escrito por:

Estadão Conteúdo