Publicado 27 de Fevereiro de 2018 - 14h59

Por Estadão Conteúdo

O presidente do Federal Reserve (Fed, o banco central americano), Jerome Powell, garantiu nesta terça-feira que os Estados Unidos não estão num ponto em que o tamanho da dívida pode gerar dúvidas no público global sobre sua capacidade de pagá-la. "Os Estados Unidos têm dinheiro suficiente para rolar e honrar suas dívidas", afirmou, durante depoimento na Câmara dos Representantes.

Powell foi ainda questionado pelos deputados sobre a trajetória da inflação. Segundo ele, a desaceleração inflacionária é uma tendência global há décadas, que pode estar ligada ao envelhecimento da população e à baixa produtividade. Ele já havia dito, porém, que o Fed está "fortemente comprometido" com sua meta de 2% de inflação.

Ao ser perguntado sobre a questão fiscal dos EUA, a autoridade monetária disse concordar com a avaliação de que o país não está neste momento numa trajetória fiscal sustentável. Mais cedo, ele tinha afirmado que não pretendia ficar comentando o assunto, que não é da alçada do Fed. De qualquer modo, afirmou que é muito importante que o governo esteja em uma trajetória fiscal sustentável.

Powell ainda concordou com a afirmação de que regulações desnecessárias prejudicam o crescimento econômico. O presidente do Fed disse que a instituição está lançando "um novo olhar" para a chamada Regra Volcker, uma regulação que busca limitar a especulação dos bancos e diminuir o risco de uma crise financeira.

O presidente do Fed disse também que haverá uma prioridade para segurança cibernética, em seu mandato. Ele afirmou que o BC já tem feito um bom trabalho nessa área, mas sempre é possível melhorar.

Escrito por:

Estadão Conteúdo