Publicado 27 de Fevereiro de 2018 - 11h11

Por Estadão Conteúdo

O estoque total de operações de crédito do sistema financeiro caiu 0,8% em janeiro ante dezembro, para R$ 3,066 trilhões, informou nesta terça-feira, 27, o Banco Central (BC). Em 12 meses, houve baixa de 0,3%. Em janeiro ante dezembro, houve expansão de 0,5% no estoque para pessoas físicas e queda de 2,3% para pessoas jurídicas.

De acordo com o BC, o estoque de crédito livre caiu 1% em janeiro, enquanto o de crédito direcionado recuou 0,5%. No crédito livre, houve alta de 0,8% no saldo para pessoas físicas no mês passado. Para as empresas, o estoque caiu 3,2% no período.

O BC informou ainda que o total de operações de crédito em relação ao Produto Interno Bruto (PIB) passou de 47,1% em dezembro para 46,6% em janeiro.

Habitação

O estoque das operações de crédito direcionado para habitação no segmento pessoa física cresceu 0,2% em janeiro ante dezembro, totalizando R$ 565,983 bilhões, informou o Banco Central.

Em 12 meses até janeiro, o crédito para habitação no segmento pessoa física subiu 5,4%.

Veículos

Já o estoque de operações de crédito livre para compra de veículos por pessoa física avançou 1,1% em janeiro ante dezembro, para R$ 151,536 bilhões. Em 12 meses, houve aumento de 5,5%.

Endividamento das famílias

O endividamento das famílias brasileiras com o sistema financeiro ficou em 41% em dezembro, ligeiramente inferior aos 41,3% observados em novembro, informou o Banco Central. Se forem descontadas as dívidas imobiliárias, o endividamento passou de 23% para 23,8% no período.

O cálculo do BC leva em conta o total das dívidas dividido pela renda no período de 12 meses. Além disso, incorpora os dados da Pesquisa Nacional de Amostragem Domiciliar (Pnad) contínua e da Pesquisa Mensal de Emprego (PME), ambas do IBGE.

Segundo o BC, o comprometimento de renda das famílias com o Sistema Financeiro Nacional (SFN) passou de 20,1% de novembro para 19,9% em dezembro. Descontados os empréstimos imobiliários, o comprometimento da renda foi de 17,6% para 17,4% no período.

Setores

O saldo de crédito para as empresas do setor de serviços caiu 2,6% em janeiro ante dezembro, para R$ 698,234 bilhões, informou o Banco Central. A indústria apresentou baixa de 1,8%, para R$ 660,758 bilhões, e a agropecuária registrou retração de 1,6%, para R$ 21,982 bilhões.

No caso do crédito para pessoa jurídica com sede no exterior e créditos não classificados (outros), a baixa no saldo foi de 6,3% em janeiro ante dezembro, para R$ 27,418 bilhões.

BNDES

O saldo de financiamentos do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) para empresas recuou 1,7% em janeiro ante dezembro, somando R$ 478,521 bilhões, informou o Banco Central. Em 12 meses, a queda acumulada é de 11,8%.

Em janeiro, houve recuo de 6,2% nas linhas de capital de giro, baixa de 1,6% no financiamento de investimento e redução de 2,0% no financiamento agroindustrial.

Escrito por:

Estadão Conteúdo