Publicado 25 de Janeiro de 2018 - 12h22

Por Inaê Miranda

FOTOS:

Inaê Miranda

DA AGÊNCIA ANHANGUERA

[email protected]

Cuidadores das creches de Monte Mor, na Região Metropolitana de Campinas, prometem cruzar os braços por tempo indeterminado a partir desta sexta-feira, um dia após o retorno das atividades. De acordo com o Sindicato dos Servidores Municipais (SindsMor), as cuidadoras reivindicam redução da jornada de 40 para 30 horas semanais, além de melhores condições de trabalho. “Pauta principal é redução da carga horária de 8 para 6 horas. Hoje, elas trabalham 40 horas semanais, bem mais do que na região, onde as cuidadoras já tiveram suas reduções de jornada. Aqui o prefeito havia feito o compromisso que se houvesse um estudo demonstrando a possibilidade de haver a alteração sem impacto orçamentário ele faria mudança. O estudo foi apresentado, mas ele sequer contradiz o que a gente fez. Depois tem a questão da insalubridade. As creches não estão hoje dotadas de condição de trabalho para evitar doenças de coluna, articulações, soma-se isso ao estresses de creches lotadas e de uma jornada de oito horas”, afirma Márcio Ramos, secretário-geral e presidente interino do SindisMor. Segundo ele, das 139 cuidadores que a cidade tem na ativa, 110 devem aderir à greve. “Isso significa que das 17 unidades de creche, a previsão nossa é que 14 unidades estarão sem atendimentos das cuidadoras”. A Prefeitura foi procurada, mas até o fechamento desta edição não se posicionou.

Escrito por:

Inaê Miranda