Publicado 24 de Janeiro de 2018 - 19h22

Por Paulo César Dutra Santana

Depois de um salto gigantesco em sua carreira, o atacante Felippe Cardoso passa por uma fase de adaptação ao seu “novo mundo”. Artilheiro do Oswaldo Cruz, na Série B do Campeonato Paulista (equivalente à Quarta Divisão) do ano passado, o atleta chegou ao Majestoso e foi escalado como titular justamente na partida contra o Corinthians, atual campeão brasileiro e paulista, em pleno Pacaembu.

Por “excesso de vontade”, acabou fazendo uma falta descrita como “ação temerária” pelo árbitro Raphael Claus, na súmula da partida e acabou expulso.

Saiu de campo chorando, mas logo recebeu apoio da comissão técnica e dos companheiros experientes. “Aquele tipo de jogada, se acontece na Bezinha, o juiz nem dá falta”, opina o técnico Eduardo Baptista. “Não é fácil sair de uma quarta divisão e encarar a primeira divisão do Campeonato Paulista. Tenho conversado bastante com o Felippe, que é um menino do bem, que faz tudo que a comissão técnica pede e é muito atento a tudo que está acontecendo em sua nova vida. Estamos trabalhando com ele para que se encaixe rapidamente nesta nova realidade”, diz o treinador.

“O Felippe é um garoto muito atencioso e que ouve tudo que a gente fala”, elogia o zagueiro Renan Fonseca, capitão da Macaca. “O ruim é quando você fala com um atleta preguiçoso que não quer aprender. O Felippe, pelo contrário, é um jogador que está atento a tudo”, completa. (AAN)

Escrito por:

Paulo César Dutra Santana