Publicado 01 de Janeiro de 2018 - 16h34

Por Carlos Augusto Rodrigues da Silva

Carlos Rodrigues

Da Agência Anhanguera

[email protected]

Depois de três dias de folga para as festividades de Ano-novo, os jogadores do Guarani se reapresentam hoje para a sequência da pré-temporada. Em reta final de preparação de olho na estreia da Série A2 do Campeonato Paulista, marcada para o dia 17, elenco e comissão técnica ficarão concentrados até o dia 10 no Hotel Duas Marias, em Jaguariúna.

O planejamento do clube é utilizar a semana para deixar os atletas cada vez mais próximos das condições ideais nas questões técnicas, táticas e físicas. Outro objetivo é aproximar o clube e deixá-lo mais entrosado dentro e fora de campo. "É fundamental pois teremos a oportunidade de fazer uma integração maior com todo elenco, todo mundo se conhecer mais. Também vamos ofertar uma qualidade de treino superior e ter mais controle do descanso e da alimentação", destaca o técnico Fernando Diniz. "É do que precisamos nesse momento. Treinar bem, fazer a integração de pessoas, bom repouso e boa qualidade nutritiva".

Durante o período em Jaguariúna, os treinamentos serão realizados na vizinha Holambra. E, também como forma de ter mais privacidade, a comissão técnica já definiu que alguns treinos na semana serão fechados para que Fernando Diniz possa realizar experiências em busca da equipe ideal para o início do torneio. O Bugre também espera confirmar datas e adversários de pelo menos dois jogos-treino antes do primeiro compromisso no Estadual.

Definições

A novela envolvendo o futuro de Bruno Nazário deve chegar logo ao fim. Apesar de todo o otimismo da diretoria do Guarani, o Hoffenheim ainda não bateu o martelo confirmando a renovação do empréstimo do meia, que também é cobiçado pelo Paraná. Segundo Nenê Zini, empresário do jogador, hoje é o Dia D para que a situação seja resolvida. Além de Nazário, o Bugre também espera definir a permanência do atacante Bruno Mendes e aguarda o goleiro Bruno Brígido, de volta ao Brasil após férias na Europa, para que ele assine o contrato com o clube.

Escrito por:

Carlos Augusto Rodrigues da Silva