Publicado 01 de Janeiro de 2018 - 16h29

Por Adagoberto F. Baptista

FOTO ENVIADA PARA [email protected]

DIVULGAÇÃO/PREFEITURA

Virgínia Alves

DA AGÊNCIA ANHANGUERA

[email protected]

A cidade de Morungaba, localizada a 42 km de Campinas, foi atingida por um forte temporal na última noite de 2017. Em 50 minutos choveu o esperado para dez dias, foram registrados 103 milímetros de chuva. Cinco famílias ficaram desalojadas, diversos pontos de alagamentos foram registrados e duas pontes caíram no município. A festa especial de Ano Novo que estava programada precisou ser cancelada.

Segundo João Frare, coordenador da Defesa Civil, era esperado que chovesse entre 20 e 25 milímetros. Durante o dia de ontem a cidade não registrou novas ocorrências, mas continuou em estado de alerta. Ele acredita que a cidade demorará cerca de uma semana para normalizar a situação. “Hoje nós fizemos uma limpeza genérica e amanhã começamos a limpeza geral”, contou.

As famílias que precisaram passar a noite em casa de parentes, já voltaram para casa. A chuva começou por volta das 17h e cerca de 40 casas foram atingidas no Centro, na Vila Mariana e no bairro São Benedito. “Eles perderam móveis e utensílios, mas não tivemos feridos”, afirmou o coordenador.

Duas quedas de ponte foram registradas no temporal. A primeira é que a liga Morungaba a cidade de Tuiuti, a Prefeitura informou que os motoristas têm como alternativa para o acesso, a estrada vicinal paralela. Já a ponte da Vila Mariana segue interditada.

Os problemas com pontos de alagamentos foram resolvidos ainda na noite de domingo. A Defesa Civil de Itatiba também auxiliou na limpeza da cidade. A previsão é de chuva até amanhã e, segundo o coordenador, a cidade está trabalhando na operação Chuva de Verão, que só termina com a troca da estação.

A forte chuva que atingiu Campinas no domingo, também colocou a cidade em estado de atenção. Segundo os dados Coordenadoria Regional de Defesa Civil de Campinas, o estipulado para as últimas 72 horas na cidade era de 80 milímetros, mas até a publicação desta edição foram registrados 176,8 mm.

Durante o temporal foram registrados pontos de alagamentos na Avenida Heitor Penteado e na Rua Bento Teixeira. Três quedas de árvores foram registradas. Não foram registrados casos com vítimas na cidade. Além de Campinas, outras sete cidades da Região Metropolitana (RMC), estão em estado de atenção: Americana, Hortolândia, Jaguariúna, Nova Odessa, Pedreira, Serra Negra e Sumaré.

De acordo com os dados do Centro de Pesquisas Aplicadas à Meteorologia (Cepagri), da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), a previsão é de mais pancadas de chuva na região. O céu ficará entre nublado e parcialmente nublado até amanhã. As temperaturas continuam mais amenas e a máxima não deve ultrapassar os 28 graus. Na quinta-feira os dias voltam a ficar mais quentes em toda a região.

Escrito por:

Adagoberto F. Baptista