Publicado 26 de Janeiro de 2018 - 19h05

A dificuldade das grandes emissoras, como SBT, Record e até Band em estrear e manter jornais de bancada locais, especialmente em São Paulo e Rio de Janeiro, sempre chama atenção. As tentativas, ao longo dos tempos, foram muitas, mas nenhuma conseguiu se sustentar por algum tempo. Como último triste exemplo, por acaso, o decretado fim do SP Record, que teve a sua última edição exibida na noite desta sexta-feira, pouco mais de seis meses após o seu lançamento.

A Globo, de muitos anos, tem os informativos dela, todos com qualidade indiscutível, porém calçados em horários estratégicos da sua programação. O exemplo mais clássico é o SP – 2ª edição, colocado entre as novelas das 6 e 7 da noite.

O noticiário de uma cidade naturalmente deve despertar atenção de quem mora nela, e o porquê dessa sucessão de tentativas fracassadas é que sempre causa grande estranheza.