Publicado 27 de Janeiro de 2018 - 5h30

Uma mulher ficou ferida após capotar o carro na noite de anteontem na Rua Jasmim, no bairro Chácara Primavera, em Campinas. A rua faz parte das vias que receberão novos radares no município. A velocidade na via é de 40 km/h e a instalação das câmeras em uma descida da via gerou debate entre os moradores e a Empresa Municipal de Desenvolvimento de Campinas (Emdec), responsável pela a instalação da câmera. A Emdec informou que o acidente aconteceu por volta das 20h. A motorista, de aproximadamente 50 anos, perdeu o controle do veículo, um Onix, bateu na traseira de um outro carro e acabou capotando. O resgate do Corpo de Bombeiros foi acionado e a vítima encaminhada ao Pronto Socorro do São José com ferimentos leves. O motorista do outro veículo não ficou ferido. Em entrevista ao Correio, publicada no início desta semana, a Emdec afirmou que, desde junho do ano passado, o contrato com a empresa que opera as máquinas prevê 120 radares pela cidade, e que outras vias sofreram realocação dos dispositivos, entre elas a Rua Jasmim. Critérios técnicos

A Emdec explicou ainda que a definição da velocidade máxima de uma via é baseada em critérios técnicos, seguindo as normativas do Código de Trânsito Brasileiro (CTB), e que as características físicas da via, a circulação de veículos, de pedestres, presença de pontos de interesse (escolas, creches, hospitais, postos de saúde, bancos, comércios etc.), entre outros fatores, são levados em conta para a escolha do local onde o radar será implantado e haverá a velocidade limite.Entretanto, a Emdec não confirmou a data de colocação da estrutura da máquina, e nem deu prazo de quando o dispositivo começará a operar.