Publicado 26 de Janeiro de 2018 - 17h50

Por AFP

O técnico francês Arsène Wenger indicou, nesta sexta-feira, que considera que o Arsenal teve parte de responsabilidade no controle anti-doping perdido pelo chileno Alexis Sánchez na segunda-feira, dia em que o jogador confirmou sua ida ao Manchester United.A imprensa britânica deu a entender que o atacante não teria respeitado as regras da federação, faltando controle anti-doping previsto na segunda-feira."Foi simplesmente o dia errado para ele ser controlado. Francamente, do ponto de vista administrativo, é nossa responsabilidade porque ele não se ausentou", disse o técnico do Arsenal, Arsène Wenger. "Alexis não queria esconder algo, na verdade nós não temos nada a esconder", acrescentou."Muitas coisas aconteceram na segunda-feira, foi um dia difícil para Alexis Sánchez, que tinha que fechar sua contratação e viajar", continuou.As regras de localização, também vigentes no atletismo, impõe que os clubes declarem às autoridades de anti-doping qual jogador treina em qual equipe. Mas na Premier League, os jogadores têm a responsabilidade de se manterem em dia com as autoridades.O objetivo do sistema é poder controlar os jogadores em momentos convenientes às autoridades, não somente no momento em que o jogador está presente de maneira previsível.A localização de Sánchez mudou na segunda-feira, quando foi vendido ao Manchester United mas estava teoricamente afiliado ao Arsenal.O atacante vai estrear como titular na partida da quarta fase da FA Cup, contra o Yeovil.jdg/dmk/pm/faMANCHESTER UNITED

Escrito por:

AFP