Publicado 26 de Janeiro de 2018 - 12h50

Por AFP

O advogado do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva entregou na sede da Polícia Federal em São Paulo, na manhã desta sexta-feira, o passaporte do líder político a pedido da Justiça - constatou a AFP."Houve a entrega do passaporte, cumprindo a decisão de Brasília, que nós entendemos que foi indevida. É uma restrição ao direito de ir e vir do ex-presidente Lula que não se justifica até porque baseado em um processo que não está sob a jurisdição do juiz que determinou essa medida", afirmou o advogado Cristiano Zanin à imprensa.Sentenciado na quarta-feira a 12 anos e um mês de prisão por corrupção passiva e lavagem de dinheiro, Lula deveria viajar para a Etiópia para participar no sábado de uma reunião da Organização das Nações Unidas para a Alimentação e Agricultura (FAO).Algumas horas antes de embarcar no avião, porém, um juiz federal emitiu uma ordem de retenção do passaporte do ex-presidente de 72 anos, que governou o Brasil entre 2003 e 2010."Estamos cumprindo a ordem judicial de apreender o passaporte do ex-presidente Lula. Estamos em contato com sua assessoria para ver como vamos recolhê-lo", indicou à AFP um porta-voz da Polícia Federal em Brasília na noite de quinta-feira.Os advogados de Lula se disseram "consternados" com a decisão, mas afirmaram que vão cumpri-la, sem a adoção de ações judiciais para anulá-la.A condenação de Lula está relacionada a um tríplex no Guarujá, litoral de São Paulo, que o ex-presidente teria recebido da empreiteira OAS para facilitar contratos com a Petrobras.A pena deve começar a ser cumprida apenas quando esgotados todos os recursos em segunda instância.O ex-presidente enfrenta outros seis julgamentos. Em todos, declara-se inocente e denuncia o assédio da Justiça para impedi-lo de se candidatar a um novo mandato presidencial.A ordem de apreensão do passaporte foi ditada por um juiz de Brasília que investiga o caso de suposta influência que Lula teria exercido para que a Força Aérea Brasileira optasse por caças Gripen da empresa sueca Saab.A FAO lamentou a ausência de Lula em seu congresso em Addis Abeba."Lamentamos que @LulapeloBrasil não possa compartilhar pessoalmente sua valiosa experiência na luta contra a #fome na cúpula da @_AfricanUnion na #Etiópia", escreveu o diretor de comunicação da organização internacional, Enrique Yeves.O líder da esquerda publicou em sua página no Facebook um vídeo de quatro minutos que compila alguns de seus discursos sobre o combate à fome.pr/js/cd/mr/tt

Escrito por:

AFP