Publicado 26 de Janeiro de 2018 - 7h00

Por AFP

A jornalista americana Elizabeth Hawley, que em meio século como cronista das escaladas no Himalaia ganhou o apelido de "Sherlock Holmes do montanhismo", faleceu nesta sexta-feira em Katmandu aos 94 anos Hawley, que morava no Nepal desde 1959, era considerada a autoridade por excelência nas escaladas à maior cordilheira do mundo. "Morreu em paz", disse à AFP o médico Prativa Pandey, que cuidou da jornalista nos últimos anos.Hawley faleceu em um hospital da capital nepalesa nesta sexta-feira, uma semana depois de ter uma infecção pulmonar detectada. Depois provavelmente sofreu um ataque cerebral, explicou Pandey.Hawley fundou a Base de Dados do Himalaia, um meticuloso arquivo com todas as expedições que escalaram a cordilheira no Nepal. Ela administrou a base até 2013.Conhecida por esclarecer se os alpinistas que afirmam obter novos recordes afirmam a verdade, sua palavra era determinante, apesar de nunca ter escalado uma montanha.pm-as/np/qan/ra/erl/fp

Escrito por:

AFP