Publicado 25 de Janeiro de 2018 - 15h40

Por AFP

O "Doomsday Clock" (Relógio nuclear), que simboliza a iminência de um cataclismo mundial, avançou e está a dois minutos da meia-noite, especialmente por causa do risco crescente de uma guerra nuclear e do quão "imprevisível" pode ser o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump.O Boletim dos Cientistas Atômicos disse nesta quinta-feira (25) que o relógio avançou 30 segundos, ficando tão perto como nunca da hora do Apocalipse.A última vez que o relógio esteve dois minutos antes da meia-noite foi em 1953, quando os Estados Unidos e a antiga União Soviética realizavam testes de bombas de hidrogênio."Nas discussões deste ano, mais uma vez os assuntos nucleares se colocaram no centro do cenário", disse Rachel Bronson, presidente e diretora executiva do Boletim dos Cientistas Atômicos.Bronson mencionou os novos testes realizados pela Coreia do norte, um maior compromisso com as armas nucleares de China, Paquistão e Índia, assim como as "imprevisíveis" declarações do presidente dos Estados Unidos no Twitter.O "Doomsday Clock" foi criado em 1947. Seu horário já mudou 20 vezes desde então, em uma faixa que vai de dois minutos para a meia-noite, em 1953, a 17 minutos antes da meia-noite, em 1991.No último ano se moveu de três minutos antes da meia-noite para dois minutos e meio.ksh/ec/lp/rsr/cbTwitter

Escrito por:

AFP