Publicado 04 de Janeiro de 2018 - 19h40

Por Estadão Conteúdo

O secretário de Defesa dos Estados Unidos, Jim Mattis, disse nesta quinta-feira (4) que a decisão de atrasar os exercícios conjuntos com a Coreia do Sul para depois dos Jogos Olímpicos de Inverno em Pyeongchang foi tomada por razões mais práticas do que políticas."Para nós é um assunto prático", disse Mattis a jornalistas, destacando que os Jogos Olímpicos são o maior evento para a Coreia do Sul em termos de turismo internacional."Em algumas ocasiões mudamos as datas desses exercícios por diferentes razões, de modo que, para nós, é uma forma de reciprocidade que temos", acrescentou.Os exercícios serão realizados em algum momento após os Jogos Paralímpicos, que acabam em 18 de março, assinalou.O presidente americano, Donald Trump, e seu contraparte sul-coreano, Moon Jae-In, concordaram em adiar os exercícios militares conjuntos - previstos até depois dos Jogos Olímpicos de Inverno em Pyeongchang - para o mês que vem, informou Seul mais cedo.Além disso, Trump reagiu positivamente nesta quinta-feira à retomada das conversas de alto nível entre as duas Coreias, previstas para a próxima semana.As conversas bilaterais coreanas serão as primeiras desde 2015 e os temas são "de interesse mútuo", segundo as partes, incluindo a participação da Coreia do Norte nos Jogos de Pyeongchang.

Escrito por:

Estadão Conteúdo