Publicado 04 de Janeiro de 2018 - 19h10

Por Estadão Conteúdo

Um tigre-de-Sumatra matou uma empregada de uma plantação de óleo de palma na Indonésia, informou a polícia nesta quinta-feira (4), um novo incidente mortal que põe em evidência as consequências do desmatamento.Jumiatik, de 30 anos, foi encontrada morta na quarta-feira nesta plantação situada na província de Riau (noroeste), na ilha de Sumatra, com mordidas no pescoço e nas pernas.A vítima estava trabalhando com outros dois empregados na coleta de informações sobre os insetos parasitas quando o tigre apareceu e os perseguiu por 200 metros.Seus dois colegas, que sobreviveram ao ataque, explicaram às autoridades que os três tentaram escapar escalando as palmeiras, mas o animal se lançou sobre a perna de Jumiatik, derrubando-a no chão."Jumiatik lutou com o tigre durante cerca de 15 minutos", explicou à AFP o responsável da polícia local, Iptu Rafi. Ficou "gravemente ferida no pescoço e [o tigre] acabou matando-a".Nos últimos anos foram registrados casos de tigres que mataram pessoas na Indonésia durante trabalhos de desmatamento para abrir espaço para plantações de palmas de óleo. O desmatamento destrói o habitat dos animais e favorece o contato com o homem.A União Internacional para a Conservação da Natureza (UICN) considera que o tigre-de-Sumatra está em perigo de extinção e estima que entre 400 e 500 exemplares ainda vivem na natureza.

Escrito por:

Estadão Conteúdo