Publicado 04 de Janeiro de 2018 - 17h30

Por Estadão Conteúdo

Os socorristas encontraram nesta quinta-feira (4) dois novos corpos perto do ônibus que caiu em um precipício em uma rodovia costeira do Peru, elevando a 52 o número de mortos no acidente, informou a Polícia.Os dois corpos são de mulheres e foram identificados por familiares, assegurou o Ministério do Interior no Twitter."O procurador Fernando Escobar Arrese está na área do acidente para fazer a retirada dos corpos de duas vítimas do sexo feminino, encontrados esta manhã perto do ônibus acidentado", detalhou a Procuradoria peruana no Twitter.Os corpos foram encontrados na metade do precipício de 110 metros de altitute por equipes de resgate que vasculhavam a zona na qual o veículo caiu no mar na terça-feira, enquanto passava por Pasamayo, ao norte de Lima.As autoridades ainda devem remover e retirar a carroceria do ônibus, onde se especula que algum corpo possa ter ficado preso. As ondas que alcançam os restos do ônibus virado dificultavam essa tarefa.Um relatório policial concluiu que a maior responsabilidade do acidente recai no motorista do caminhão que ocasionou a batida "por ter invadido parcialmente a pista contrária pode onde o ônibus da empresa San Martín se deslocava".Como consequência do acidente, há dois detidos: o motorista do caminhão e um homem que furtava pertences das vítimas no local, disse a Procuradoria.No ônibus viajavam dois tripulantes e mais de 50 passageiros, dos quais somente seis sobreviveram. Do total de mortos, cerca de 30 foram identificados e seus restos entregues a seus familiares.Os trabalhos de resgate estão a cargo de mais de 200 efetivos da Polícia, do Exército e da Marinha.A estrada de Pasamayo, que é um desvio da rota Panamericana, tem 20 quilômetros de comprimento e 52 curvas sinuosas, margeando o mar e é perigosa pela densa névoa que a cobre. No entanto, é uma via muito transitada por caminhões e ônibus, ao ligar Lima com o chamado Norte Chico, pois os carros circulam pela rota Panamericana.Após o acidente, o governo ordenou nesta quinta-feira restringir temporariamente a circulação de ônibus pela via de Pasamayo e agora deverão usar a Panamericana, segundo uma resolução publicada no Diário Oficial.Além disso, o Ministério de Transportes decidiu alargar a perigosa via.Mais de 2.600 pessoas morreram em acidentes de trânsito no Peru em 2016, segundo as últimas cifras oficiais. Os dados de 2017 ainda não foram publicados.

Escrito por:

Estadão Conteúdo