Publicado 04 de Janeiro de 2018 - 14h46

Por France Presse

Acidente de trem mata 14 pessoas na África do Sul

Divulgação

Acidente de trem mata 14 pessoas na África do Sul

Uma colisão entre um trem e um caminhão numa passagem de nível nesta quinta-feira (4) no centro da África do Sul deixou ao menos 14 mortos e 190 feridos. Segundo testemunhas, o trem descarrilou e se incendiou após colidir com o caminhão, em circunstâncias ainda não esclarecidas, perto da cidade de Kroonstad, no centro da África do Sul, cerca de 200 km da capital Joanesburgo.

Ainda emanava uma grande quantidade de fumaça preta de alguns vagões, enquanto as equipes de resgate tentavam apagar as chamas.

Acidente de trem mata 14 pessoas na África do Sul

"O balanço atual é de 14 mortos e cerca de 190 feridos", declarou à AFP um porta-voz do ministério provincial da Saúde, Mondli Mvambi, alertando que o número de vítimas ainda pode aumentar.

O trem, que fazia o trajeto entre Port Elizabeth (sul) e Joanesburgo, transportava, segundo a companhia ferroviária Shosholoza Meyl, 429 passageiros. Muitos deles voltavam para casa depois das férias de verão.

"Ainda precisamos entrar em alguns vagões para ver se ainda há pessoas bloqueadas. Não sabemos o que podemos encontrar", declarou à AFP um responsável da companhia ferroviária, Leboho Mokhalipha.

"Tememos que haja outros corpos" dentro do trem, acrescentou Mondli Mvambi, que disse que as operações de resgate continuam. "Ainda há pessoas nos vagões, aquelas que queimaram", informou.Alguns dos feridos foram atendidos no local do acidente, enquanto outros precisaram ser levados para hospitais.

O acidente aconteceu por volta das 9h00 (5h00 de Brasília) quando o caminhão de dois eixos atravessava a linha férrea.O motorista do caminhão foi hospitalizado e será submetido a exames para detectar a possível presença de álcool no sangue.

"O motorista do caminhão apostou na sorte e isso custou muitas vidas", lamentou a ministra dos Transportes, Joe Maswanganyi, que foi ao local da tragédia.As circunstâncias exatas da tragédia ainda devem ser esclarecidas.

Muitas das passagens de nível na África do Sul não possuem barreiras de segurança. "Foi uma experiência realmente terrível", declarou um dos passageiros do trem ao site de notícias Times Live.

"Eu corri em direção a minha esposa, que estava um pouco distante de mim. Ela estava com o nosso bebê no colo, mas (...) felizmente conseguiu protegê-lo com seu corpo", relatou Tiaan Esterhuizen, que voltava das férias com oito membros de sua família.

Ele disse que viu três mulheres presas nos vagões acidentados. "Uma delas estava gritando que também tinha um bebê (...) Nós usamos extintores da polícia, mas eles não funcionavam, tenho certeza de que essas mulheres morreram queimadas vivas".

O último grave acidente envolvendo um trem no país deixou 15 mortos em 2015, quando um micro-ônibus caiu em uma via férrea e atingiu um trem.

Em 1994, 64 pessoas morreram no descarrilamento de um trem perto de Durban (nordeste).

Escrito por:

France Presse