Publicado 02 de Janeiro de 2018 - 19h40

Por Estadão Conteúdo

Autoridades costa-riquenhas iniciaram nesta terça-feira (2) a identificação dos corpos das 12 vítimas, 10 delas americanas, de um acidente aéreo ocorrido no domingo em uma zona turística no noroeste do país.O sub-diretor do Organismo de Investigação Judicial (OIJ), Michael Soto, disse em entrevista coletiva que a identificação dos corpos é difícil porque eles ficaram queimados logo depois que o avião Cessna 208 da companhia aérea local Nature Air caiu no solo. "Há um processo que não é rápido nem simples para a identificação dos corpos, porque no momento que a aeronave caiu, ela pegou fogo e os corpos foram queimados", explicou Soto.Essa condição dificulta a obtenção de amostras de DNA, segundo a autoridade policial.Os corpos dos 10 passageiros americanos e dos dois tripulantes locais foram trasladados para o Instituto Médico Legal para que seja feita a identificação mediante testes de DNA e amostras odontológicas recebidas.O acidente ocorreu neste domingo na região norte-ocidental de Guanacaste, um popular destino turístico com praias tropicais de águas cristalinas. Todas as pessoas a bordo morreram.

Escrito por:

Estadão Conteúdo