Publicado 25 de Janeiro de 2018 - 8h03

Por Estadão Conteúdo

The Post - A Guerra Secreta ficou apenas com duas indicações para o Oscar - filme e atriz (Meryl Streep). Aliás, esta é a 21ª indicação de Meryl para o Oscar, uma atriz que Donald Trump qualificou como "superestimada". Bem... Interessa que The Post é belo trabalho de Steven Spielberg, em mais uma das suas meditações sobre os Estados Unidos. Desta vez ele se debruça sobre um caso real. Em 1971, houve o vazamento de documentos secretos da Guerra do Vietnã, então em curso.

O New York Times começou a publicá-los e depois foi impedido por uma decisão na Justiça. O Washington Post resolveu entrar na briga e também começou a publicar os comprometedores documentos secretos. Meryl faz a dona do jornal, uma grã-fina que resolve ir à luta em nome da liberdade da imprensa.

Tom Hanks vive Ben Bradlee, o editor do jornal, que depois estaria à frente do Caso Watergate, causa da renúncia de Nixon. O filme é tenso, bem dirigido e prende a atenção. Mostra como a imprensa livre é indispensável para as democracias que se levam a sério.

As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Escrito por:

Estadão Conteúdo