Publicado 01 de Dezembro de 2017 - 20h20

Por Estadão Conteúdo

A frota de veículos no Estado de São Paulo é de cerca de 24 milhões, dos quais 17,4 milhões estão sujeitos ao recolhimento do IPVA

Oswaldo Corneti/Divulgação

A frota de veículos no Estado de São Paulo é de cerca de 24 milhões, dos quais 17,4 milhões estão sujeitos ao recolhimento do IPVA

A desvalorização da frota de automóveis no Estado de São Paulo vai fazer com que o motorista economize em 2018 com o IPVA (Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores). O governo do Estado divulgou que, no ano que vem, houve redução nominal, quando não se desconta a inflação, na ordem de 3,2% nos valores venais dos 11.504 modelos distintos emplacados e atualmente rodando pelo Estado.

A desvalorização é reflexo direto do aumento da idade média da frota paulista. Nos últimos anos, com o recrudescimento da crise econômica, o consumidor reduziu a compra de veículos zero quilômetro, aquecendo o mercado de carros usados.

Segundo dados da Secretaria da Fazenda do Estado de São Paulo, a maior queda de impostos acontecerá entre os caminhões usados, que apresentaram recuo de 7,15%. Os ônibus e micro-ônibus tiveram redução de 4,17%, seguidos dos utilitários com redução de 4,15% e automóveis com redução de 3,39%. Os preços de venda de motocicletas fecharam 1,79% abaixo do valor apurado no ano anterior.

Imposto

Para o cálculo do IPVA, o governo aplica 4% sobre o valor venal dos veículos. O preço de mercado é com base na tabela Fipe. A frota total de veículos no Estado de São Paulo é de aproximadamente 24 milhões. Destes, 17,4 milhões estão sujeitos ao recolhimento do IPVA, 6,8 milhões estão isentos por terem mais de 20 anos de fabricação e cerca de 295 mil são considerados isentos, imunes ou dispensados do pagamento (taxistas, pessoas com deficiência, igrejas, entidades sem fins lucrativos, veículos oficiais e ônibus/micro-ônibus urbanos). Em 2018, o governo de São Paulo prevê arrecadar R$ 15 bilhões com o IPVA.

 

Escrito por:

Estadão Conteúdo